Notícias

Massafera cobra melhorias em trecho da rodovia Washington Luiz

IMG_6165

O deputado estadual Roberto Massafera descreveu como péssima a qualidade da conservação da rodovia Washington Luiz entre São Carlos e São José do Rio Preto, trecho concedido à empresa AB Triângulo do Sol. Ele cobrou melhorias em audiência com o novo secretário de Transportes do Estado de São Paulo, Mário Mandolfo.

A oitiva do engenheiro e novo secretário ocorreu hoje (20) em reunião da Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa. Também participaram os diretores do Departamento de Estradas de Rodagem (DER); da Agência Estadual Reguladora dos Transportes Terrestes (Artesp) e da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (DERSA) e do Departamento Hidroviário (DH).

Como engenheiro e com conhecimento técnico do assunto, Roberto Massafera comparou trechos da rodovia Washington Luiz como o de  Cordeirópolis a São Carlos. Sob concessão da Centrovias, a empresa “presta um bom serviço e a estrada está em bom estado de conservação”.

O trecho até São José do Rio Preto, entretanto, há “pontos em que a água invade a pista e não há qualquer drenagem”, afirmou o parlamentar. Ele também apontou problemas como irregularidade e qualidade do asfalto. Massafera pediu a interferência da Artesp para resolver os problemas.

Em cumprimento à Constituição Estadual, o novo secretário de Transportes fez um breve relato do último exercício, e uma explanação sobre seus planos para a pasta.

Texto e foto: Ary Costa Pinto

Anúncios
Notícias

Massafera assume Ciência e Tecnologia

MASSAFERA COMISSAO SAUDE

O deputado estadual Roberto Massafera assumiu esta semana a titularidade na Comissão de Inovação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. “É uma troca que vai favorecer a atuação da Bancada do PSDB”, avaliou.

Engenheiro civil de formação, Massafera possui experiência e familiaridade com os temas tratados na comissão. O parlamentar foi secretário-adjunto de Ciência e Tecnologia do Estado (1987-1988), momento em que ajudou a implantar a autonomia administrativa e financeira das universidades públicas estaduais paulistas e projetos de incubadoras de empresas.

Roberto Massafera destacou que a Inovação, Ciência e Tecnologia é um setor fundamental para o País retomar o desenvolvimento e o crescimento econômico, gerar emprego e renda para a população.

Com a mudança, Massafera deixou vaga a titularidade na Comissão de Meio Ambiente. Em seu lugar, a bancada do PSDB indicou o deputado Márcio Camargo que já foi secretário de Meio Ambiente e Agropecuária do município de Cotia. Também acumula experiência e capacidade de contribuir com os temas relacionados à essa comissão.

Texto e foto: Ary Costa Pinto

Saúde

Massafera diz que Rodrigo Garcia deve ser confirmado vice de Doria

MASSAFERA GARCIA

O deputado estadual Roberto Massafera participou nesta quinta-feira (14) do ato promovido pelo Democratas (DEM) que confirmou a adesão do partido à coligação Acelera São Paulo, do pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo, João Dória (PSDB).

Segundo o parlamentar, a entrada do DEM na coligação confirma a indicação do deputado federal Rodrigo Garcia à vaga vice-governador. Massafera avalia que a adesão do DEM mostra que a candidatura João Dória tem musculatura para vencer as eleições.

Além do DEM e do PSDB, o evento contou com representantes do PSD, PRB e PTC que também integram a coligação. A união desses partidos garante à João Dória cerca de 18 minutos de horário eleitoral no rádio e TV. “O importante não é o tempo de TV. O importante é o desempenho na TV”, reforçou o pré-candidato.

João Dória defendeu que a coligação com o DEM em São Paulo se reproduza também no cenário nacional, em apoio ao pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin. “É um desejo do Rodrigo Garcia, meu e de todos nessa mesa, mas tudo tem seu tempo.” Garcia foi secretário de Habitação, Desenvolvimento Social e Econômica do governo Alckmin.

Entre os presentes também esteve o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris. Ele tem o apoio da bancada do PSDB para concorrer a uma das vagas de senador.

Texto e foto: Ary Costa Pinto

Saúde

Massafera é homenageado pela AACD

MASSAFERA AACD
O deputado estadual Roberto Massafera recebeu uma homenagem da Associação de Assistência a Criança Deficiente (AACD) como reconhecimento a emenda parlamentar destinada pelos parlamentares à entidade.

Massafera recebeu uma placa de agradecimento por sua atuação parlamentar em favor da AACD. A homenagem foi entregue em seu gabinete, na Assembleia Legislativa, pela coordenadora de Relações Governamentais da Associação, Leila Giacomin.

O deputado Massafera destacou que a AACD tem contribuído e atendido as necessidades especiais da infância, cumprindo com excelência uma demanda social onde, muitas vezes, o Poder Público é falho. Afirmou ainda que admira o trabalho da AACD desde a sua juventude, e que pretende continuar colaborando para a manutenção desta reconhecida entidade.

A AACD oferece mais de 5 mil atendimento todos os dias. É um dos melhores hospitais nas áreas de Ortopedia e uma referência no tratamento de pessoas com deficiência física ou neuromotor. Além da reabilitação, a AACD desenvolve diversas outras atividades como a inserção no esporte paraolímpico e o esforço pela integração social dos pacientes.

A emenda destinada à AACD é de autoria de diversos deputados que destinaram recursos para serem utilizados no custeio das atividades educacionais e na assistência a saúde de milhares de crianças de todo o País.

Texto e foto: Ary Costa Pinto

Saúde

Massafera defende voto favorável a PEC que reajusta salário de policiais

MASSAFERA PEC 2

O deputado estadual Roberto Massafera afirmou hoje (11) que, no plenário da Assembleia Legislativa, votará favoravelmente à PEC 2/2018 que traz um impacto positivo no salário dos policiais militares. A PEC limita a 10% a diferença de salário entre um posto da PM e seu superior imediato.

A confirmação do voto foi uma resposta a membros da Comissão de Estudos de Interesse dos Policiais Militares do Estado de São Paulo. A PEC 2 deve ser votada na quarta-feira (13) na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa.

“É uma reivindicação justa dos meus colegas policiais. Não há razão para uma diferença salarial tão grande, de até 30%, entre um posto e outro. Todos fazem parte da mesma corporação e doam suas vidas para nos manter em segurança”, justificou Massafera.

Para se ter uma ideia das distorções, o 1º e 2º tenente da PM desempenham funções parecidas. A diferença salarial, entretanto, é de mais de 30%. Se a PEC for aprovada, os vencimentos dos postos de soldados a subtenentes deverão ter reajuste médio de 34% (veja quadro abaixo); os aspirantes a oficiais e 2º tenentes terão aumento de 13% e 18%, respectivamente.

Os oficiais maiores, de capitão a coronel, na prática já têm uma diferença salarial menor do que os 10% proposto pela PEC 2. Vale destacar que, mesmo considerando a aprovação da proposta, os vencimentos iniciais da PM-SP ainda serão o 11º do Brasil.

Texto e foto: Douglas Braz

Notícias

Fazenda garante a Massafera que finanças do Estado estão controladas

MASSAFERA FAZENDA

Com a participação do deputado estadual Roberto Massafera, a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa ouviu na quinta-feira (5) o secretário de Estado da Fazenda, Luiz Cláudio Rodrigues Carvalho. A dívida de São Paulo está controlada e dentro da lei de Responsabilidade Fiscal.

Carvalho apresentou o balanço do cumprimento da meta fiscal no terceiro quadrimestre de 2017. “O cenário de 2017 foi melhor do que os dois anos anteriores. A crise econômica aparentemente se encerrou e nós começamos a ter movimentos positivos; a arrecadação respondeu positivamente, a receita corrente líquida total cresceu 3,5%, a arrecadação tributária do ICMS cresceu 1,5% e outras fontes também melhoraram.”

Roberto Massafera questionou o secretário sobre o impacto da PEC 5 que elevou o teto salarial do funcionalismo público. O parlamentar afirmou que sempre defendeu aumentos para todo o funcionalismo público. Na sua avaliação, a proposta era necessária para manter talentos nos quadros do Estado e das universidades públicas. Entre eles: pesquisadores científicos, médicos, delegados, engenheiros e carreiras da Fazenda.

“Foi uma decisão de um dos poderes que compõem a democracia brasileira. Respeito a decisão do legislativo, vamos aumentar a arrecadação pela competência dos nossos servidores”, respondeu o secretário.

O deputado Massafera também indagou o secretário sobre a guerra fiscal que tem sido danosa para o Estado de São Paulo. Carvalho afirmou que sua pasta age para normatizar e garantir competitividade à indústria paulista. A expectativa é de aumento da arrecadação sem sacrifícios tributários ao contribuinte.

Sobre os efeitos da greve dos caminhoneiros nas finanças do Estado, o secretário da Fazenda explicou que “no que se refere ao combustível, o governo do Estado saiu na frente e antecipou o desconto dado na refinaria para a base de cálculo do óleo diesel”.

Texto e foto: Ary Costa Pinto