Saúde

Massafera ouve secretário de Saúde

MASSAFERA COMISSAO SAUDE

O deputado estadual Roberto Massafera, em reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, ouviu esta semana as propostas do novo secretário de Estado de Saúde, Marco Antônio Zago. Na reunião da última terça-feira (4), o secretário apresentou a evolução das ações do Primeiro Quadrimestre de 2018.

Zago assumiu a pasta da Saúde há 45 dias em substituição a Davi Uip. “A principal missão é dar continuidade ao que já estava sendo feito. É um período de oito meses e de encerramento de governo, então não há nenhuma perspectiva de criarmos alguma coisa grande e programas novos”, declarou o secretário.

Questionado pelo deputado Roberto Massafera, o secretário de Sáude prometeu ampliar, em breve, a oferta de leitos de UTI Neo Natal. O deputado também defendeu a continuidade do Santa Casa Sustentável, um importante programa de repasse de recursos para custeio aos hospitais filantrópicos do Estado.

Massafera ainda solicitou ao secretário que dê maior atenção ao tratamento de câncer. Destacou que estudos mostram que em poucos anos mais de 30% da população poderá contrair alguma forma dessa doença. Por fim, questionou o secretário sobre a eficiência do uso do flúor adicionado à água distribuída a toda a população.

 Programas – Em sua fala, o secretário apresentou resultados positivos do programa “Mulheres de Peito”, que oferece exames gratuitos de mamografia. “Ganhou mais quatro unidades móveis para testes preventivos do câncer de mama”, e citou o programa “Filho que Ama leva o Pai ao AME”, que incentiva os homens a comparecer no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) para realizar testes de câncer de próstata.

Marco Antônio Zago falou também sobre o aumento nos transplantes realizados no Estado. “Houve aumento nos transplantes de rim, de coração, de fígado e um progresso grande no de medula óssea. Não é possível imaginar o país sem o Sistema Único de Saúde (SUS). Mesmo com os seus defeitos ele é viável, o que precisamos é mais apoio do governo federal”, declarou Zago.

Sobre a febre amarela, Zago afirmou sete milhões de pessoas foram imunizadas em 2017, e neste ano já foram cinco milhões. “A situação está controlada. Um instrumento importante contra ela é a vacinação”.

Texto: Ary Costa Pinto

Foto: Marco Cardellino/AI Alesp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s